quinta-feira, 6 de outubro de 2011

E mais uma vez, CONFIRMADA, a graça de Deus!


Oi meus queridos,

Hoje fiz mais uma sessão de quimioterapia. Cheguei a temer não poder fazê-la, já que estive febril em algumas noites. Mas, deu certo!
Diferente da primeira, esta foi mais doída. Queima muito, quando o “líquido de cura” invade as veias. Mas, é cura! Vamos lá! Não reajo com apatia ou enjôo nos 2 primeiros dias. O bicho pega a partir do 3°. Aí, é gosto de joelho na boca, náuseas, dores no corpo, tontura, tristeza... vão pelo menos mais 4, 5 dias para voltar ao normal. Mas, passa!
Hoje, ao abrir o blog, logo que chegamos do hospital, tivemos uma linda surpresa, Tainá e eu. Sete comentários! Sete! Cada um, mais lindo, afetuoso, de força e luz, que o outro. Difícil dizer o que mais emocionou. Acho, não, tenho certeza: TODOS! Obrigada. Obrigada à Celia Rangel, Africa em Poesia, Ivone Poemas, Silvana, Suzete Torres, Glória e Carla Ceres. Vocês não fazem ideia do significado que teve para nós, encontrar depoimentos tão cheios de amor, força, esperança, apoio, logo no dia de mais uma quimio.
E, logo abaixo de um texto onde falo do quanto tem me incomodado o descaso e desprezo de algumas pessoas, com relação a minha forma de encarar a vida e o câncer!
Porém, como eu já disse, minha vida tem sol. Vocês são a maior prova disso!
O amor que me alimenta é real. A presença da minha filha, é a garantia da mão de Deus concretizada, abençoando meus dias, mesmo quando o estresse nos faz não sermos tão gentis uma com a outra!
Daqui a 21 dias, tomarei “novo saquinho de saúde”. Logo, se o Pai assim me permitir, poderei compartilhar com vocês a benção da cura.
Obrigada, do fundo da alma. Graças a Deus, na minha vida (pelo menos!) tem mais gente boa, feliz, que torce e se alegra pela alegria do outro! Sou muito, muito abençoada! Amo cada uma de vocês, como amigas, parceiras e irmãs, que tem se mostrado! Benditas sejam pelo carinho, respeito e amor que me tem ofertado.
__________________________________________________

Para a menina que eu fui, e que ficou velha antes do tempo... tentando acreditar, 40 anos depois que ainda posso resgatar minha esperança...
Estes versos foram escritos há 40 anos. Estão no livro “Salvados do exílio de mim”.  



Descobri

Que a vida é muito mais do que um dia.
Que existe a saudade do ontem, e a lembrança
do minuto que não volta...
Que existe a esperança do futuro,
E a tristeza de ver, ser somente esperança...
Que existe o riso prá você, e o riso de você...
Descobri tantas coisas inúteis!!!
Ah! como tudo é tolo e fútil, meu Deus!!!
E então, eu me pergunto:
Verde, prá que te quero verde?
Vida, de que valem tuas promessas não cumpridas?
Morte, porque deixas a luta ser tão longa,
com tanto tempo prá se descobrir tantas coisas???

Até amanhã,
Mil beijos,
Tania Pinheiro.

3 comentários:

Célia disse...

Queridas Tania e Tainá... Nós, suas amigas virtuais, também temos nossas cruzes, também carregamos com classe os desaforos sociais, lapidamos pedras brutas, contornamos obstáculos da vida... Então, por isso mesmo unimo-nos em energias positivas, em orações para ajuda mútua! Sua força, sua garra e sua fé farão o suporte necessário para aliviar o peso da sua cruz, com sua grande aliada, sua filha! Tenho certeza. Abraçando-as, Célia.

Célia Gil, narciso silvestre disse...

Vai correr tudo bem, não perca nunca essa força e coragem! Bjs

Ivone Poemas disse...

Com a sua fé e com a fé na Vida, tudo vai ficar bem, é questão de paciencia, somente isso,tenhas essa paciencia necessaria, pois tudo tem mesmo de ser assim, com o tempo que tudo faz mudar para o bem e para o melhor!!!
Desejo-lhe prontas melhoras, sei que vais vencer, a medicina está aí adiantada para isso, para fazer você se curar e vais, sim vais que sei!!!
Abraços e força, imagine o tempo passando rapidinho e logo isso tudo será passado e um futuro abençoado lhe espera!
Ivone