quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Dia de faxina...


Oi meus queridos,

Como já contei fiz a quimioterapia anteontem. Por benção de Deus, as reações desta vez, foram mínimas! Nem gosto de joelho apareceu...
Aproveitando que minha filha tinha um compromisso, eu estando me sentindo ÓTIMA, resolvi faxinar meu pequeno cafofo! Gente, baixou a “caboca” limpadeira. Encerei chão, lavei parede de banheiro e cozinha, dei geral no fogão (tava um horror!) enfim, para terminar ainda fiz uma pizza para esperar a Tainá.
Estou literalmente MORTA DE CANSAÇO, porém, feliz!
Mais uma vez a doença, a quimio, o desanimo, nada foi mais forte que minha certeza de que estou VIVA e forte o suficiente para levar meu cotidiano como sempre fiz: Trabalhando, produzindo, me orgulhando do resultado.
O lugar onde VIVO, é um kitinete mobiliado, e não pode ser chamado de ”agradável”. Aliás, não podia: enchemos de plantas, flores naturais, borboletas (obra de arte do meu irmão Ricardo) um lindo tapete felpudo, cheirinho de incenso... Está quase parecendo um lar. Até o sofá, que é um horror, ganhou um forro para esconder as “sentadas” anteriores as nossas.
Estou procurando outro lugar para morar. Menos caro e que eu possa “mobiliar e deixar com a nossa cara”, minha e da Tatá. Sei lá quanto tempo ainda fico por aqui. Então acho que mereço viver num canto com o mínimo de conforto e dignidade!
Vou dormir com a sensação de dever cumprido e isso é fantástico!
Meu corpo tá doendo pra caramba, mas meu coração está em festa! Ouvi boa MPB a tarde toda, tomei dois cafés maravilhosos, vou dormir como um anjo de pedra, num cantinho limpo, cheiroso e quase parecido com o que queremos voltar a ter. Por isso, agradeço a Deus. E também, por ter tido uma reação tão leve a quimioterapia.
Queria agradecer a 3 visitas que recebi no blog hoje, o Guri, pessoa super especial, que já havia me visitado antes, a amiga “África em Poesia” e a Camila, que conheci no ICESP na segunda-feira, que me mandou um recado tão cheio de ternura, que alegrou meu coração profundamente. Para ela, um recado especial: Sempre fui doida: pela vida, pelas pessoas, por meus sonhos, por meus filhos... e isso quando me pensava saudável! Agora que a doença me mostrou o quanto a vida é preciosa, fiquei mais doida ainda, e pretendo contagiar quantos eu puder com a alegria de poder agradecer ao PAI MAIOR, a grande graça de cada dia que vemos o sol.
__________________________________________________

Para Lalá, minha priminha que ainda lembro menina, levada e cheia de luz, um feliz aniversário “atrasado” (eu só soube hoje).


Foi no mesmo dia do meu filho, Leonardo. O 29 de outubro, pelo visto, é mais especial do que eu pensava. Tem mais gente que amo para homenagear!
Então querida, lhe desejar toda a saúde, paz, harmonia, força, trabalho, sonhos realizados, mais amor (e olha que você tem amor até dizer OPA!), muita luz e graça divina.
Que você jamais deixe crescer a menina Lalá, que habita seu coração.
Que continue alegre, contagiante, cheia de energia e criatividade, que não deixe mudar o tom da sua gargalhada, o ar sincero com que diz as coisas e esse jeitinho de “apesar da saudade, parece que foi ontem que te vi”!
Você é uma das pessoas mais especiais da minha infância - juventude.
Cuidei muito de você pequenininha. Brinquei de casinha com você, na sua casinha de bonecas! E o engraçado, você sempre era a mãe.
Tô com muita saudade minha prima. Precisamos nos ver, tomar umas “geladas” e aproveitar para aquecer com mais amor nossos corações.

Mil beijos,
Tania Pinheiro.


4 comentários:

O Guri disse...

Sempre né! Pode contar pro que precisar. Fico muito feliz de ser seu amigo.

Kamila (ICESP) disse...

Bos Noite! Adorei seu blog, continue alegrando todos com suas palavras e que bom que não sentiu quase nada nessa quimio, tenho certeza que apliquei com muito carinho... rsrsrrs
Bjos
Até a próxima aplicação

Célia disse...

Viu como você é amada? Seus anjos a rodeiam... Nada como um dia após o outro!!! Beijo da Célia.

Carla Ceres disse...

Você é incrível, Tânia! Tem toda razão de estar orgulhosa de si mesma. Beijos!