quarta-feira, 6 de junho de 2012

To morrendo trancada em mim: Socorro...



Oi meus queridos,

Quanto tempo!
Antes, quando comecei o TÔ COM AQUILO, escrever todos os dias para mim tinha a mesma importância que respirar, comer, fazer xixi, enfim... era parte da minha ação de viver. Quase todos os momentos da minha vida (naquela época do início do câncer) a solidão, o medo, a falta de grana... o blog ajudou e muito a enfrentar.
Amigos como a Célia Rangel e Célia Gil, Carla, Ivone, a Camila, a Dani, o Guri, o George, enfim, todos os incríveis amigos gratuitos que vieram “do e pelo amor”, me ajudaram a suportar momentos em que tudo o que eu queria era pular do 18° do Redondo e cair esticadinha na curva da Ipiranga com a Consolação. O câncer me deu caminhos, amigos, escolhas, revoltas, angústias, descobertas, ânsias, medos e tantas outras coisas, que eu precisaria de novos 60 anos para viver, entender, aceitar... não sentir tanta raiva por uma situação nova, mesmo me achando inteligente, não entendo!
No começo, escrevia para sobreviver: às dores, as fragilidades, os problemas, a doença do meu irmão, o desgaste na saúde da minha filha, a falta de grana, os”abandonos” dos vícios (principalmente o cigarro, 45 anos companheiro, abandonado não por convicção, mas por exigências e cobranças veladas), a saudade do sol, dos lugares que amo, dos pouquíssimos amigos distantes, do mar e do cheiro do mar... Não tenho escrito por falta de assunto e também por falta de público para interagir.
Dia 5 começo a radioterapia. Continuo “com aquilo” (nos próximos cinco anos, mesmo depois de operada, quimio e radioterapizada ainda não estou de alta).
Pretendo dar palestras, tentar ajudar outras mulheres a entender e enfrentar o câncer. Se Deus quiser vou conseguir, até porque vai ser esse o meu trabalho.
Tenho sentido saudade da interação do blog. Abro, não tem ninguém... fecho.
To com saudade dos amigos e amigas, da força de amor, que só vocês sabem dar.
Por favor: Socorro. Preciso de amor, de colo. Escrevam.

Beijos.
 _________________________________________________

Para Miuki, amor que não esqueço,


Pra dizer que meu coração sente falta do seu afago. 
Se existir um jeito de perdoar minha ausência, por favor, perdoe.
Amo vc, como sempre e para sempre.

Tania Pinheiro. 

6 comentários:

Célia Gil, narciso silvestre disse...

Que bom estar entre esse importante rol de amigos! Eu sei o que tem passado, passei-o com a minha mãe e então entendo perfeitamente cada sentimento: a revolta inicial, a conformação, o desânimo, a luta, a fraqueza..,. Enfim, Tantos os sentimentos! Bjs e muita coragem, a mesma que tem tido sempre!

Célia Gil, narciso silvestre disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carla Ceres disse...

Oi, Tania!

Carla Ceres, presente! :)

Sua ideia das palestras me parece muito boa. Cinco anos passam mais rápido quando a gente se envolve com uma causa. E, por falar em envolvimento, vou te contar uma coisa sobre os blogs. Eles são muito bons porque as pessoas nos leem, mas também porque nós lemos outras pessoas.

Você precisa se distrair, se desligar um pouquinho dos seus próprios problemas. Visite alguns blogs também, quando tiver disposição. Não precisa ser o meu. Escolha algum que te agrade e siga. Deixe comentários de vez em quando, como fazemos com você. Pode ser bem legal. Mas nada de blog sobre saúde e tratamentos, tá? :)

Beijos!

Célia Rangel disse...

Hei, menina Tania! Você está precisando de um elixir de amor por você própria! Ops! Veja isso: Deus já deu-lhe alta necessária de vida! A alta médica virá quando tiver que vir. Falta grana pra se divertir? Rir é de graça. Sair e dar uma volta à padaria bem devagarinho pra demorar mais e ir cumprimentando pessoas, falando com o atendente da padaria, no seu prédio batendo papo com o porteiro... ir à feira ainda que seja por um pé de alface! Ah! Como eu faço isso! E mais: leio, escrevo, rio muito das minhas vídeo cassetadas, ouço minhas músicas e cantarolo com elas, apaixono-me, rezo e de repente percebo que também preciso de mais 60 anos para usufruir! Ah! Viver é fantástico! Não se entregue às bruxarias! Xo... Xo... Levanta sacode a poeira e dá volta por cima... É por ai! Visite-nos. Nossos blogs permanecem de portas abertas! Bjão da Célia Rangel.

Camila disse...

Amiga!! Sinto saudades!!! Gostaria que vc escrevesse todos os dias!!! Tô sempre aqui acompanhando sua jornada... E lá vamos nós!!! Bjosss

Célia Rangel disse...

O que anda acontecendo? Já saiu da toca? Deu uma voltinha pela padaria? Foi à feira buscar um pé de alface e papear? Enviei um comentário ENORME e vejo que não saiu... deve estar trancado também?! "Levanta sacode a poeira e dá volta por cima"... Com tanta chuva, tá fácil, né... rsrs... Curta-se! Isso é o que vale a pena! Bjks da Célia.