segunda-feira, 30 de setembro de 2013

A dolorosa angústia de esperar...



Oi meus queridos,

Não sei com vocês, mas, eu odeio esperar, seja lá o que for, esperar me irrita, dá nos nervos... Foi assim até mesmo quando engravidei!
Ficava me perguntando pra que tanto tempo, se o difícil mesmo, aconteceria depois da criaturinha dar as caras e dizer: Cheguei!
Esperar é realmente difícil... O resultado do vestibular, da entrevista para o emprego, o sim de quem queremos para sempre ao nosso lado... Esperar o diagnóstico de algum mal que nos aflige, não é só dolorido, é realmente angustiante!
Porém, se nos acalmarmos e paramos para pensar que, acontecerá o que já está escrito, que nosso desespero só faz aumentar a dor dos que nos rodeiam, castigar nossa alma, encher-nos de culpas e medos... Existe um ditado antigo que diz “quem sofre por antecipação, sofre duas vezes”! É verdade.
O diagnóstico do meu câncer foi recebido quando eu tomava uma cerveja. Se me desesperar ajudasse em alguma coisa, juro, nem Medéia ganharia de mim!
Mas o Criador tem seus caprichos, e o câncer para mim veio como lição, como um caminho para descobertas de amigos reais, do valor do afeto, da minha fragilidade, de quanto preciso dos que me amam e amo também!
Por conta do câncer, que se Deus quiser não voltará (pois o que estava comigo tirei), parei de fumar, voltei a escrever para pessoas, não para ajudar políticos a conseguir seus intentos, redescobri minha São Paulo louca e fervilhante como sempre, pude desfrutar sem culpa ou remorso do amor e cuidados que tanta gente me ofertou, principalmente a Tatá, que me fez ver que, a minha menina cresceu, se tornou uma mulher forte, segura, consciente, solidária, GENTE, com todas as letras maiúsculas.
Continuo o meu tratamento, tomando uma carrada de remédios, fazendo exames quase todos os meses, driblando os aperreios, as contas, os medos e inseguranças.
O câncer é uma doença nojenta! Quando você pensa que acabou, aparece uma metástase... Ou não, como diria Caetano!
O que posso afirmar, por experiência própria, é que, se por sermos humanos, temos a mania de esperar, então, que tal (?) vou ganhar a mega-sena, vou fazer um cruzeiro até o Caribe, ou esquiar nos Alpes, vou encontrar o coroa dos meus sonhos (tipo Richard Gere), vou delirar coisas boas, atrair energias positivas, gente contente, com corpo e alma saudáveis, que não se punem sofrendo antecipadamente, o mal que pode nem acontecer.
Sabem, cada dia que passa, tenho mais certeza de que “viver é melhor que sonhar”. Mas, isso não quer dizer que devamos parar os nossos sonhos e devaneios... O tempo mais feliz que vivemos, foi aquele em que acreditávamos em Papai Noel. Então, “simbora” em frente, que atrás vem gente!

Mil beijos,
Tania Pinheiro.

4 comentários:

Carla Ceres disse...

Oi, Tania! Sofrer por antecipação é uma droga, né? Também sou ansiosa e acho que vou passar o resto da vida aprendendo a me controlar. Vou torcer pra você ganhar na loteria e me convidar pro seu casamento no Caribe, com o Richard Gere. Mas já estou preocupada porque não tenho roupa pra uma festa tão chique. :) Beijos!

Célia Rangel disse...

Oi, Tania! Seus projetos são "ordem do dia" - Cumpra-se! Nada de postergar, ok? Construa seu paraíso aqui e agora, porque depois não sabemos como será! Então fermento e muita farinha e mãos à obra... Há de crescer sonhos belos e fortes ou, um belo bolo para partilhar com os vizinhos... ou se a preguiça bater vale o "sonho da padaria mesmo"... kkkkk... Beijo. Célia.

Tania Pinheiro disse...

Carlinha... to apavorada! Acho que maluquice pega, eu tava pensando num genérico e tu já pensas no original?
Mas seguindo a tua linha de raciocínio, tu achas mesmo que o Richard quereria um casamento com pompas e luxo? Claro que não amiga,pode ser um belo biquíni, uma canga pintada a mão e claro, um belo chapéu. Não esqueça de levar o George Clooney rsrs... Deus permita que não nos internem. Beijos!

Tania Pinheiro disse...

Célia querida, tive nutricionista ontem, estou uma vaca de gorda 67kg, aumentei só 15kg... então amiga... sem farinha, sem bolo, sem sonho... no maximo um chuchu cozido na água com sal. Mas não tem nada não, eu aguento, vou perder os 15kg e te convido para uma lasanha aos 4 queijos com um bom vinho chileno (sonha desvairada, foi isso que meu interior acabou de me dizer rsrs...)Brigada pelo apoio de sempre. Beijão.