quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Então, é Natal de novo! Vou mandar essa cartinha com os meus lindos/loucos pedidos/sonhos para ver se Noel me atende!


Oi meus queridos,

Cá estou eu no sofá da sala, parecendo um boneco de madeira, de perna dura (e gesso pesa), e miolos e coração moles!
Sempre acreditei em Papai Noel, acredito até hoje. Todos nós temos guardado num cantinho da alma solidariedade, ternura, perdão, amor e amizade sinceros, que como por milagre, se mostram mais visivelmente nesses dias!
Escrevemos cartões, lembramos amigos distantes, procuramos ajudar alguém, sorrimos mais, deixamo-nos conhecer, exteriorizamos nossa HUMANIDADE.
Eu, não sou diferente, e neste momento em especial que me sinto sozinha, triste, saudosa, semi-inútil, impotente e com uma vontade enorme de me acabar em um rio de lágrimas.
A pobre da Tatá se desdobra em mil para manter as coisas em ordem e ainda trabalhar! Jamais conseguirei agradecer a Deus a presença da minha filha em minha vida!!!
Talvez por isso, resolvi escrever ao CHEFE, Criador de tudo, e de todos, pedindo a Ele, que coloque nas listas de pedidos de presentes, alguns que por preguiça, maus hábitos, caráter duvidoso, burrice, enfim, um zilhão de defeitos idiotas que só nós os humanos (sic!) esquecemos de fazer.
Então, prepare-se Pai de amor e esperança, pois minha lista não é nada pequena!
1 Por favor, Senhor, que não falte o teto, o pão, a fé, a esperança e a caridade, a nenhum filho Seu. Que cada um de nós façamos algo para confortar e alegrar um irmão. Pode ser um presente, uma cesta básica, um abraço apertado acompanhado de um sorriso sincero, um pedido de perdão, um perdão (mesmo que não pedido a alguém que por acaso nos feriu...).
2 Que cada ser humano veja no outro o seu espelho (já que somos todos irmãos em Cristo, forjados a Sua imagem e semelhança) e tendo Nele o complemento do seu eu, aprenda a respeitar, honrar, apoiar sempre que possa, dividir a água, o pão, o vinho e a esperança; Principalmente, que entendamos que AMOR, mais do que sentido, precisa ser mostrado, ofertado com alegria, pois é ele o único sentimento que quanto mais damos, dividimos, mais cresce e harmoniza a nossa alma.
3 Que os homens acordem, percebam as barbaridades que cometem contra o planeta, a natureza, a esperança de HAVER um futuro e, por toda a inteligência e capacidade que possuem (dados por Ti Pai de misericórdia), pensem, repensem, e percebam: Se não mudarmos ONTEM, nossos maus hábitos, se continuarmos a poluir, degradar, querer cada dia mais e mais, se não educarmos nossos filhos (os traficantes adoram adotar inocentes), se não fizermos do AMOR, da ESPERANÇA, da FÉ, da CARIDADE, e principalmente o RESPEITO e CUMPRIMENTOS dos Teus mandamentos, possivelmente não teremos sequer uma nova geração.
4 Quero implorar Senhor, governantes humanos, descentes, honestos, que vejam em seus cargos uma ferramenta para fazer o melhor pela vida, para recriar o que foi destruído por insanidade, ganância, vontade de + poder, + $$, + visibilidade. Que nos lembremos de que quando viemos ao mundo, chegamos nus, e ao deixa-lo, somente a nossa mortalha cobrirá os nossos corpos. O que acumularmos em bens materiais, ficará para trás, como objeto de disputa, discórdia, ódio, cobiça e coisas do gênero.
5 Me sentiria ainda mais agradecida (e eu sou muuuito!) se os enfermos e seus familiares, se os abandonados pela sorte e pela coragem, se os órfãos de pai, mãe e amor, os encarcerados (dentro dos presídios ou de suas cegueiras), que os fracos, os sem luz, recebessem a Graça de pelo menos por minutos, olhar com consciência para dentro de si, pedissem perdão, compreendessem o arrependimento e, pelo menos, se propusessem a tentar ser mais GENTE!
6 Queria Pai Todo Poderoso, que o Senhor abençoasse e protegesse os que cuidam nossos corpos:  médicos, enfermeiros, técnicos, os maqueiros, o pessoal da copa e da segurança, os ascensoristas e vigilantes, os jovens da recepção e coleta que são os primeiros contatos com aquele ambiente aterrador que são os hospitais, sendo gentis, educados, prestativos e parceiros, bons amigos naqueles momentos de amargura.
7 Finalmente, se possível for, proteja, guarde, abençoe e ilumine meus filhos, irmãos e  irmãs de sangue e de alma, os amigos e os que se julgam inimigos, novamente os governantes (eles precisam tanto, meu Deus, de iluminação e humildade, amor ao próximo e temor a Ti), os que vagam pelo mundo, pregando o amor e a paz (não importa sob que denominação), os puros de alma, os que por ignorância não conhecem o Teu poder... Enfim, a cada vivente inclusive os animais, as florestas, as águas... tudo o que nos Presenteaste com tanta ternura e, nós, insanos, poluímos, destruímos, matamos, sem notar que escrevemos nós mesmos nosso doloroso fim...
Se der, Dê uma olhadinha nessa filha (eu), tão pobre de qualidades, quanto rica de fé e amor.
Não sei se é pedir demais, procurei fazer essa carta em sete itens (modestamente inspirada na Tua criação)!
De minha parte, só tenho a agradecer a Ti, Senhor e Eterno Mestre, aos muitos seres que me apararam, deram força, transmitiram fé, a minha filha Tainá, que foi transmutada em anjo de guarda e proteção, ao meu xerife amado, meu filho Leonardo, que é exatamente o que pedi a Ti, honrado, bom e honesto. A todos e a cada um, com quem troquei um sorriso, um abraço, um conselho... Cada amigo que me ajudou como e com quanto pôde, obrigada mil vezes, lhes sou muito agradecida.
Para todos desejo um Natal de muita paz, união, saúde, amor a si e ao próximo, e que 2014 venha repleto de esperança, aprendizagem, respeito, consideração a vida e a natureza, e muito, muito AMOR a nosso Pai e Criador.
Boas, não, ótimas festas pra todos nós!
Amo vocês!
Mil beijos,
Tania Pinheiro.


Um comentário:

Célia Rangel disse...

Oi Tania!
Seriam os seus "Sete Novos Pecados Capitais"? A sua reclusão motora está em terreno bem fértil! Que venha 2014 que o traçaremos... seja como for!
Desejo-lhe rápida recuperação, pois a "Brazuca" vem ai para "chutarmos" o que vier pela frente!
Beijão!