quinta-feira, 4 de abril de 2013

Olha eu de novo!!!



Oi meus queridos,

Que saudades! Resolvi aproveitar a graça do Renascimento do Cristo, para deixar de lado minha auto piedade, meu medo de não corresponder a todas as expectativas de todos, o tempo todo, resolvi enfrentar minha realidade não tão glamorosa, aceitar que só eu poderei resolver os meus problemas, deixando que os outros resolvam os seus...
Dizer que as coisas estão fáceis, seria piada de mau gosto. Não estão!
A saúde está meia boca (a minha e a da Tatá), ainda não consegui trabalho remunerado, nunca senti tantas dores (acho que é para pagar a língua, já que sempre tirei sarro das pessoas que reclamavam “doença”), acabou meu auxílio saúde e estou na expectativa da renovação, estou com depressão, mas, VIVA!
Descobri que isso é benção pra mais de metro. Estou viva, saudável, pensando em alternativas de futuro, querendo lançar meu livro novo, sonhando em tomar uma gelada lá no Nordeste com pessoas que amo, e ainda de quebra, resolver pendências que ainda me incomodam... Enfim, agradecendo a Deus, a graça do Sol, da chuva, dos filhos, parentes, amigos e aderentes, pedindo força e abraçando com toda a determinação as oportunidades que a vida tem me ofertado.
Estava pensando em plagiar os gênios da nossa música e dizer que:
“Ando tão a flor da pele”, “que às vezes me sinto como quem partiu ou morreu”... Então, “mesmo sabendo que o tempo não para, eu finjo ter paciência” e, “confesso, acordei achando tudo diferente...”. Na realidade, “eu tava triste, tristinha, mais sem graça que a top model magrela na passarela”, sentindo que “meu coração vagabundo quer guardar o mundo em mim”, mas, “o meu coração ateu quase acreditou” “que as rosas não falam...” “e aí, eu comecei a cometer loucuras!!!” e por loucura ou ironia, me disse: “vai, abandona a morte em vida em que hoje estás” e não esqueça, “é preciso saber viver!”. No mais, o que posso afirmar com certeza, é que “amigo é coisa pra se guardar debaixo de sete chaves” e como não pode deixar de ser, “ouça um bom conselho que lhe dou de graça”: “comece o dia amando mais você”, sabendo que “Deus dará”, já que, “tudo passa e o mundo pode ser seu”!
E como dizia o sábio Benjor “quem não saltar agora, só em Realengo”!
Apesar do atraso, Feliz Páscoa, que o menino Cristinho encha seu coração de luz, fé, amor, doçura e agradecimento, renascendo em você, todos os dias, muita saúde, paz, alegria e vontade de vencer...
Vai dar certo! Eu acredito.
Amo vocês de todo o coração.
Voltei e espero não decepcioná-los mais com meus loucos sumiços. Vou me esforçar para estar mais presente, até por que, o calor de vocês, o carinho, a atenção, as palavras de apoio e incentivo, me ajudam a continuar a caminhada.

Mil beijos,
Tania Pinheiro.

2 comentários:

Célia Gil, narciso silvestre disse...

Vai dar tudo certo sim, e a depressão faz parte do processo por que passou e ainda está a passar. Há um momento em que tudo é mau ao qual se segue um em que tudo é bom, é por esse momento que se aguarda! E depois também vou querer comprar um livro!
Bjs

Célia Rangel disse...

Bem, Tania... "se a canoa não virar... chegaremos lá"... Isso mesmo pois, dizem quem canta seus males espanta... então cantemos na esperança certa de dias melhores!
Fique bem e cultive sempre seu alto astral!
Bjão da Célia.