terça-feira, 11 de junho de 2013

Desejos e sonhos...


Oi meus queridos,

Faz tempo que não apareço, né?
Então, por vários motivos, alguns práticos, outros nem tanto, passei uns dias com antipatia da caneta e do papel. Sim, por que como vocês sabem, normalmente escrevo a faber castell n°2, em caderno brochura pautado! Ainda não tomei vergonha para procurar um curso de informática, e verdade seja dita, a Tatá é uma parceirona, que engrandece e embeleza o blog.
Então, apesar de andar triste, meio pra baixo, ando sonhando com coisas boas. Adoraria conseguir uma casinha lá para os lados de Iguape, onde eu pudesse caminhar na praia, fazer incursões pela Juréia, quem sabe, montar um café bistrô, num lindo caramanchão de petúnias ou maracujás...
Voltar a cozinhar, fazer meus bolos, patês, biscoitinhos de nata, licor de jabuticaba, pão de batata com torresmo... Também um cardápio politicamente correto, com pães integrais, geleias de frutas, hambúrgueres de soja e tofu...
E mesas pequenas (só quatro!), cobertas com toalhas de chitão e vasos de violeta. E música boa: mpb, jazz, soul, anos 70...
E um cheiro de lírio no ar, e um quintal para plantar legumes, verduras, temperos e chás...
Sonho... Ah! Como tenho sonhado com isso!!!
Mas também tenho desejado como louca, voltar a trabalhar, me sentir produtiva e produzindo.
Desejo dividir com outros a experiência que foi e está sendo o câncer, dando palestras, promovendo debates e reflexões... As pessoas sabem tão pouco sobre o câncer e o que ele pode fazer na vida de alguém... Aliás, de quem adoece, sua família, seus amigos... Tem tanta coisa boa e bonita que vem na sacola!
Ando realmente apagada. Preciso descobrir saídas, caminhos, preciso recuperar meu sorriso permanente, preciso voltar a ser feliz e crer que mereço isso SER FELIZ!
Preciso transformar meus sonhos e desejos em realidade, e aproveitar o que ainda tenho para viver.


Mil beijos,

Tania Pinheiro.

2 comentários:

Célia Rangel disse...

Meu Deus! Tania! Sonhei junto e, acordada! Fazendo turismo por lá. Hospedando-me em sua pousada. Passeando pela praia. Inspirações mil para meus poemas e minha vida. Juro que teclaria pra você e, na certa a faria sair do Faber Castel! Ah! menina só falta o insumo: din-din... Não custa nada sonhar! Já realizei muitos sonhos, pois sou brasileira e não desisto nunca!
Beijo na dupla: Tania e Tainá!
Célia.

Carla Ceres disse...

Adorei essa ideia do café bistrô, Tânia. Que ambiente encantador você descreveu! Eu gostaria de ir lá pra comer bolo e biscoitinhos de nata. Mesmo que, por enquanto, seja sonho, esse tipo de projeto alegra a gente e é gostoso de planejar. Beijos pra vocês duas e obrigada por alegrar minha tarde!