segunda-feira, 24 de junho de 2013

Meu manifesto...


Oi meus queridos,

Os últimos dias, com manifestações e protestos por todo o País, parece ter mexido com a cabeça, o coração, a raiva, a vergonha e o orgulho deste sofrido e espoliado, povo brasileiro. Acho que mexeu também, com o Poder e os Poderosos que, surpresos, viram a Pátria sem chuteiras marchar em busca de justiça e respeito. Nunca a palavra CIDADANIA fez tanto sentido!
Assistimos desolados, idiotices faladas por “ídalos”, “reis”, “artistas” e claro, “políticos”. Fomos inclusive informados que, “não se faz Copa com hospitais”!?!?!
Assistimos oportunistas, que mais uma vez, se locupletaram com a voz do povo, vimos bandidos e vândalos mascarados, armados, babando ódio, infiltrarem-se, provocando pânico, baderna, roubos e saques, destruição do patrimônio público, ou seja, do que é por direito nosso!
Me pergunto de onde saiu essa gente e, a mando de quem fizeram o que fizeram?
A mídia tendenciosa tenta vender ao mundo a imagem de nossa incompetência, falta de pulso e liderança para organizar uma manifestação pacífica. Porém, basta abrir as redes sociais, para ver que a coisa não funciona bem assim.
Ao longo das manifestações, assistimos também, a atos de heroísmo, civilidade, determinação e solidariedade.
Infelizmente, soubemos pelo noticiário de 5 vítimas fatais por conta dos protestos, Marcos Delafrate, estudante de 18 anos de Ribeirão Preto, atropelado com mais de 10 pessoas por um alucinado (já identificado, com antecedentes criminais e agora foragido), que tinha em seu carro uma criança. Perdemos também, Cleonice Vieira de Moraes de 54 anos, gari em Belém, que passou mal e sofreu paradas cardíacas por causa de uma bomba de gás lacrimogênio. Em Brasília, Carol Scartezini Battisti, 23 anos, ciclista e ativista, foi atropelada na última segunda-feira (17), assim como duas mulheres ainda não identificadas, foram vítimas hoje pela manhã, quando protestavam por melhoria em seu bairro Luiziania (GO). O motorista que não prestou socorro, entrou em contato com a polícia e disse que vai se entregar. O carro, abandonado próximo ao local, foi incendiado pelos manifestantes.
A solidariedade que o País mostrou às famílias dessas vítimas foi comovente. Dizem que, toda revolução tem seus mártires: estes foram os nossos!
Ao que parece, apesar do Movimento Passe Livre se dizer fora de próximas manifestações, já que o objetivo por eles esperado foi alcançado, acredito, o povo vai continuar nas ruas: pacífico, porém determinado a conseguir todo o mais que nos é de direito – Contra a PEC 37, a corrupção, a falta de moradias, emprego, salário digno, saúde, educação, transporte e vias públicas decentes, melhorias na qualidade de vida, RESPEITO E CIDADANIA.
Aliás, peguem o menor salário de um deputado do Estado mais carente da União e compare com o mínimo oficial brasileiro... É de chorar!!!
“Seria cômico se não fosse trágico”!          

Mil beijos,
Tania Pinheiro.


2 comentários:

Carla Ceres disse...

Assim que se faz, Tania! Fez muito bem de nomear as vítimas e lembrar da PEC da Impunidade. Tô orgulhosa de frequentar seu blog. Beijos!

Célia Rangel disse...

É Tania tudo isso tem dois lados: um maravilhoso do povo demonstrar que não é bobo e lutar pelo mínimo em dignidade de vida; o outro é o 'burguês' que 'armado em seu carrão' mata e extermina pessoas que pacificamente pedem VIDA MELHOR! Acredito que não aprenderam o Hino da República, onde há entre muitos um refrão fantástico: "Liberdade! Liberdade!
Abre as asas sobre nós, Das lutas na tempestade, Dá que ouçamos tua voz"...
Bjs. Célia.