sexta-feira, 5 de julho de 2013

Quando fala o coração...


Oi meus queridos,

A noite passada ficamos conversando, a Tatá e eu, até 4:30h da manhã.
Ela veio para a minha cama, na intenção de me mostrar o quanto sou importante para ela na formação da sua personalidade, caráter, amor ao próximo e à natureza. Na verdade ela queria me “levantar”, fazer com que eu acordasse minha autoestima.
Lembramo-nos dos momentos importantes que nós passamos juntas: bons e ruins. Lembramo-nos o quanto somos amigas e unidas desde sempre.
Já fui com a minha filha a muitos shows de rock, era sua parceira nas baladas, assim como ela, já me “assistiu” em muitos seminários e palestras que fiz por esse Brasil afora.
Dizer que não temos segredos uma para a outra seria um tanto de exagero, mas, sabemos TUDO o que é importante uma da outra!
Minha filha não esconde de ninguém o quanto me quer bem e me admira. Eu, segundo quem ouve, BRILHO, quando falo sobre ela.
Brigamos muito, discordamos em várias coisas. Porém, respeitamos o modo de ser e pensar que cada uma tem.
No essencial somos muito parecidas. Temos uma genuína preocupação com a natureza, os animais, os maus feitos humanos...
Sonhamos com uma casinha num lugar limpo, com muito verde, pássaros, gente humilde e decente, de preferencia, perto do mar.
Sonhamos em cuidar de animais abandonados, plantar o “nosso” comer, não poluir, respeitar o muito de bom e belo que o Pai nos ofertou!
Às vezes, por motivos alheios a nossa vontade, nos isolamos, evitando assim que a outra seja contaminada com as nossas angústias, raivas, medos e decepções, mas, na maioria das situações, nos apoiamos uma na outra, seguramos juntas nossas barras, rimos das besteiras cotidianas, choramos juntas nossas fragilidades!
Sinto-me abençoada por tê-la como filha e, mais ainda, por ser sua mãe. Agradeço todos os dias a graça “do meu primeiro raio de sol da manhã” (é esse o significado do nome Tainá!).
Estamos passando momentos difíceis, que exigem decisões e atitudes sérias, imediatas e definitivas. Acho que estaria apavorada se não tivesse a Tatá, para dividir e compartilhar comigo esses momentos.
Mas a tenho, pela graça do Divino!!!
E é por essas e outras que acredito que vale a pena viver: na minha vida existe AMOR!


Mil beijos,
Tania Pinheiro.


3 comentários:

Célia Gil, narciso silvestre disse...

E é esse amor que a Tânia transmite e nos dá a todos quando lemos os seus textos! Sonhos bons fazem milagres! Bjs

Carla Ceres disse...

Oi, Tania! Eu achava "Tainá" um nome bonito por causa do som, mas, agora que conheço o significado, acho lindo demais. Muita luz pra vocês duas! Beijos!

Célia Rangel disse...

Tania!
A cada um de nós, Deus envia 'anjos de luz' em forma de filho, de companheiro, de amigo... todos com a função protetora de nos levar no colo quando a vida nos apresenta momentos decisivos e difíceis. Que bom que você tem essa capacidade de ver em sua filha, essa luz para guia-la com muito amor e carinho recíprocos! Ai está a força da nossa vida! Creia!
Beijos duplos à você e Tainá.
Célia.