sábado, 13 de outubro de 2012

Vivendo a expectativa da espera...



Oi meus queridos,

Quinta-feira fiz uma cintilografia óssea. Ando sentindo fortes dores nos ossos, e aí, a Dra. Laura pediu “uma pá” de exames. A consulta com ela será dia 30 deste mês. Até lá, farei outros exames e ficarei esperando. Fiz um trato com a Tatá que dê o que der, vamos receber a notícia através da Laura, até porque, será ela quem dará continuidade ao tratamento, seja ele qual for.
Porém, na expectativa de esperar o dia 30, tenho vivido momentos diversos, mas interessantes! Há dias em que levanto da cama eufórica, louca de vontade de sair para o mundo, fazer mil coisas, realizar meus sonhos, me engajar em algum projeto social, dar todo o meu melhor para os meus semelhantes, como forma de agradecer a Deus o dom da vida. Em outros, abro os olhos e penso: levantar para que? Sinto-me triste, fraca, com enorme medo da volta do câncer, de novas cirurgias, novas quimios e radioterapias, mais sofrimentos para mim e para quem amo.
Fui atendida pela Aline e pela Ieda, duas incríveis profissionais do ICESP. Até a veia para injetar o contraste foi pega com facilidade! Esse exame pode acusar uma osteoporose ou um câncer, sei lá. Neste momento, busco dentro de mim coragem, força, fé e paciência. Conto ansiosa os dias que me separam da consulta com “meu anjo da guarda”.
Apesar do medo, continuo brincando, dizendo ao povo que estou ótima, levando a vida da melhor forma que posso. Sei que tenho muita gente torcendo e orando por mim. Sei que tenho pessoas maravilhosas que me amam e precisam que eu reaja, seja forte, tenha esperança e fé, muita fé na bondade de Deus.
Por isso, prometo, não vou desesperar ou desistir da luta! Tudo vai dar certo no final. Se não deu, é porque o final não chegou ainda. Certo, meu povo?
Então... É isso!

* * *

Para minha amiga Iraci Azevedo,


Minha “princesa” (risos), parceira, irmã de alma e abstinência tabagista, muitos beijos, meu carinho e grande saudade. Espero estar aí em Natal em breve, para brindarmos a vida, a amizade, a coragem e determinação que temos ambas! A vida nos deu limão, e nós que nem somos tontas fizemos uma bela caipirinha! É isso aí minha irmã: “nóis é nóis”! Te amo.

Mil beijos,
Tania Pinheiro.

6 comentários:

Célia Rangel disse...

Tania! Você é d+ mesmo!! Eu faria uma limonada com o meu limão, mas você partiu logo pra caipirinha! Certo! É por ai mesmo... não nos entregarmos nunquinha! É o célebre "levanta, sacode a poeira e dá volta por cima"... Em corrente de energia positiva esperemos sempre pelo melhor em nossas vidas. Cuide-se sempre, pois você é única!
Bj. Célia.

Iracy Azevedo disse...

Minha princesa MESMOOOOOOOOOOO.
Não só vamos tomar uma caipinrinha, como umas cervejas, muitas taças de vinho, algumas doses de whisky e quem sabe, se aguentarmos, tomarmos um café expresso acompanhado do exuberante licor 43! Será a comemoração à vida. Hoje, por exemplo, completo dois anos de uma nova vida , permitida por Deus a nova chance. Pois é, 730 dias que tive aquele infarto.Assim será com você. Brevemente estaremos "bebemorando" a sua nova chance. Deus é piedoso e sabe que ainda temos muito a fazer por esses lados. Vamos continuar fazendo de um limão, muitas caipirinhas e limonadas.
Te amo muito. Beijos, beijos, beijos.........

Camila disse...

Admiro essa atitude sua de esperar e saber o resultado somente dia 30.
Tamo juntas Tânia... Estou torcendo e orando por ti! Bjossss

iracy disse...

Não estou conseguindo visualizar meu comentário no blog. Por que????
Iracy

Carla Ceres disse...

Oi, Tania! Passei aqui hoje pra te dizer que bati um longo papo com Nossa Senhora Aparecida, no dia 12. Conversamos sobre você e ela me contou que lhe admira muito e está sempre do seu lado. Força!

Célia Gil, narciso silvestre disse...

Olá Tânia,
Obrigada pelo seu carinho no meu blog! Tenho tido imenso trabalho e com novas adaptações que me têm tirado o precioso tempo que eu necessito para ler os blogs de que gosto. Mas hoje tirei a barriga de misérias. Adoro a forma como escreve, direta e frontal, mas captando sempre a atenção. É natural que se sinta receosa, faz parte da fragilidade do ser humano, por mais forte que seja. Não se entregue ao medo por antecipação. Sei que é difícil, mas é necessário mesmo. Acredito e rezo para que tudo esteja, de facto, bem. Vou esperara ansiosamente essas boas notícias! Bjs e muita força, amiga!
Célia Gil