quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Hora dos “Obrigada”...

tocomaquilo

Amigos,

Sou uma ABENÇOADA!  Olhando minha vida, vejo quanto tenho a agradecer. Primeiro, ao PAI que me deu a oportunidade de nascer e crescer numa família MARAVILHOSA!
Ivani, minha mãe foi um exemplo de garra, determinação, vontade de viver e dar amor. Ela “viajou” para outro plano com 40 anos de idade. Era linda, cantava divinamente, trabalhava como um bicho e tinha alma de passarinho.
Tentei copiá-la a vida inteira. Não cheguei nem aos pés de sua grandeza, mas herdei dela o senso de justiça, o gosto pela arte, a paixão pela cozinha, o ar debochado ante as adversidades e determinação de não desistir dos meus projetos!
Do meu pai, meu “menino azul”, Jackson Pinheiro, tomei emprestados a vontade de acolher e ajudar meus semelhantes, a alegria de fazer amigos e ter a casa cheia, o saber dividir o pão, a esperança e a ousadia, a paixão pela cozinha (de novo!) a lealdade, a consciência de só querer o que for MEU de fato e direito, o amor a família, a fé em Deus e nos outros.
Meus irmãos, Wagner, Tatiana, Ricardo, Felipe e Alexandre, são responsáveis por eu saber dividir e compartilhar. Todos eles, cada um à seu jeito, influenciou meu modo de ser e ver o mundo. Wagner, com seu temperamento prático, excelente pai, messiânico convicto... Tatiana, que abdicou de toda a sua vida para criar os filhos e formá-los médicos honrados e realizados, e só agora depois dos 50, busca determinada terminar seu doutorado em terras além mar... Ricardo, meu artista-artesão-poeta-cozinheiro, que em tantas oportunidades foi mais que amigo-irmão-pai-filho-parceiro... Felipe, meu amado sonhador que deseja resolver os problemas do mundo, que se doa de corpo e alma para minorar nossas angústias, que acolheu em sua casa e coração a mim e meus filhos, todas as vezes que precisei... E meu inesquecível Alê, que foi morar com dona Ivani, quando a vida só estava começando. Partiu aos 30 anos, deixando saudade do seu riso, do seu violão, da sua linda voz... Viveu tão intensamente, que ultrapassou antes do tempo a linha de chegada!
Para cada um deles, meu MUITO, MUITO OBRIGADA. Eu não seria quem e o que sou, se não os tivessem em minha vida!
Porém, como isso é só o começo e ninguém merece ler um texto tão longo... amanhã recomeço, com: Hora dos “Obrigada” II.
Então... Até amanhã.
Um beijo,
Tania Pinheiro.


2 comentários:

Célia disse...

Bom dia, Tania... passando por aqui para desejar-lhe um sol maravilhoso, flores na janela e um céu de estrelas para sua motivação que é exemplo de vida para muitos! Incluo-me! Abraço, Célia.

Célia Gil, narciso silvestre disse...

É sempre importante saber agradecer a todos os que amamos verdadeiramente! Bjs e bom fim de semana!