quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Mais um passo em busca da cura...


Oi meus queridos,

Hoje fiz minha primeira sessão de quimioterapia. Ontem, fiz a biópsia. Fiquei muito fragilizada. Sabe quando você se sente como um bichinho acuado?
Me senti assim. Acho que desde o diagnóstico, ontem foi o dia que me senti pior! Embioquei. Meus nervos estavam a mil. Mas, como tudo na vida, passou!
Não tenho dormido por conta das dores nas juntas, reflexo da artrite reumatóide, que achando pouco o que estamos passando, resolveu dar o ar da graça Cheguei a chorar de dor. Mas, vai passar!
A quimioterapia foi melhor do que eu pensava. Reagi bem. Dói, arde, gela o corpo, enjoa... Mas, cura!
Quem disse que seria fácil?
Minha parceirinha, Tainá, estava ao meu lado. Firme e forte como sempre! Mais que filha, amiga e anjo de luz. Sou tão grata a Deus por tê-la por perto!
É incrível, mas ela consegue me fazer enxergar luz no fim do túnel!
Estou bem. Cansada, ainda com dores, mas feliz e agradecida ao Pai, por mais esse passo em busca da cura.
Pra variar, fiz palhaçadas, piadas, brinquei com os companheiros de “saúde na veia”.
Não posso e nem vou me dar o direito de fraquejar ou deixar de crer na misericórdia divina!
Se depender de mim, em mim o câncer não se cria.
Estou ouvindo o Moleque Gonzaguinha, meu eterno amor.
Como num recado, ele canta feliz...
“viver, e não ter a vergonha de ser feliz... Porque a vida, é bonita, é bonita, é bonita!”
Até amanhã.
Um beijo,
Tania Pinheiro.

2 comentários:

Célia disse...

Ah! Como canto essa música do Gonzaguinha!! Um dos meus hinos preferidos na vida! Rezo por vc e por sua filha! Saúde e força para as duas! Deus está carregando-as!
Abraço, Célia

Célia Gil, narciso silvestre disse...

Quero, antes de mais, agradecer a mensagem que a Tânia deixou no meu blog! Eu é que agradeço e digo que, mesmo não a conhecendo pessoalmente, admiro-a muito, pela coragem, humor e amor com que vai encarando tudo. E também por partilhar connosco! Estarei sempre a torcer para que tudo corra bem e tenho a certeza que sim! Todo o sofrimento acabará e, no fim, ficará apenas a noção de que valeu a pena lutar e manter o espírito positivo! Deus estará sempre lá para ajudar! Muitos bjinhos